Curiosidades do Uzbequistão

  • A língua oficial é o uzbeque.
  • O nome oficial do país é a República do Uzbequistão.
  • É o 56º maior país do mundo em área com 447.400 km quadrados.
  • Outrora parte do antigo Império Persa, o que hoje é conhecido como Uzbequistão foi conquistado no século IV a.C. por Alexandre o Grande.
  • O Uzbequistão tem 5 locais Património Mundial da Humanidade na lista da UNESCO.
  • A cidade de Bukhara, situada na Rota da Seda, tem mais de 2.000 anos
  • O ponto mais alto no Uzbequistão é o Khazret Sultan, a 4.643 metros acima do nível do mar.
  • Durante o século VIII, as forças árabes invasoras dominaram a área e converteram as tribos turcas nómadas que viviam ali ao Islão.
  • Apesar de ser um país de maioria muçulmana, a vodka é extremamente popular.
  • Itchan Kala é a cidade interior protegida por paredes de tijolo com cerca de 10 metros do antigo oásis de Khiva. Este era o último local de descanso das caravanas antes de atravessar o deserto para o Irão através do Turcomenistão. A cidade antiga detém mais de 50 monumentos históricos e 250 casas antigas, datando principalmente do século XVIII e XIX. Foi declarado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO em 1990.
  • Anteriormente um dos quatro maiores lagos do mundo, com uma área de 68.000 km quadrados, o Mar de Aral tem vindo a diminuir desde os anos 60.
  • Uma Cidade Perdida do tamanho de Mónaco foi descoberta recentemente. Ming-Tepe, no vale de Ferghana, o que antes se pensava ser apenas um ponto de partida para a Rota da Seda, na verdade, foi revelado como sendo uma povoação importante com 2.000 anos.
  • O Uzbequistão é a capital mundial das melancias. Existem mais de 150 variedades diferentes.
  • O lendário conquistador Tamerlão nasceu no Uzbequistão.
  • No Uzbequistão, os apertos de mão só são aceitáveis ​​se for entre dois homens.
  • O Uzbequistão fica na Ásia Central e é cercado pelo Afeganistão, Cazaquistão, Quirguistão, Tajiquistão e Turcomenistão.
  • No século XIII, Ghengis Khan e os mongóis conquistaram a região aos turcos seljúcidas.
  • O território tornou-se parte do império de Tamerlão e seus sucessores. Isso durou até o século XVI.
  • Após o colapso da União Soviética, o Uzbequistão conquistou a sua independência em 1991 e tornou-se uma república constitucional.
  • A mina de ouro Muruntan do Uzbequistão é uma das maiores minas de ouro a céu aberto do mundo.

Vamos conhecer o Uzbequistão

Itchan Kala em Khiva
Itchan Kala em Khiva

O Uzbequistão conta com uma história e com uma herança cultural bastante antiga, as quais datam mais de dois mil anos. Foi um dos lugares mais importantes na Rota da Seda, a conhecida travessia comercial na Ásia Central, e que durante muitos séculos, mais atraiu visitantes de todo o mundo.

Tem cidades bastante antigas, com um grande leque de exemplos arquitectónicos das mais variadas épocas e estilos, os quais destacamos as mesquitas, madrassas e mausoléus por serem profundamente exóticos.

O Mar de Aral, por motivos menos bons, tornou-se num ponto turístico bastante procurado, uma vez que outrora foi um mar esplêndido, mas que devido ao desaguamento de químicos provenientes da indústria do algodão, ficou transformado num autêntico deserto repleto de carcaças de barcos e ossadas de animais.

Barcos no Mar de Aral Uzbequistao
Barcos no Mar de Aral

Os Uzbeques têm como idioma oficial, o Uzbek, mas devido à influência russa sobre este país, a qual durou imenso tempo, este povo consegue comunicar perfeitamente em Russo e por vezes, em Inglês. No entanto, fala-se outras línguas e dialectos, uma vez que existem outros grupos étnicos que nunca deixaram de comunicar na sua língua-mãe, nomeadamente os Tadjiques e os Cazaques.

Existe um sentimento muito familiar no Uzbequistão, tal como existe imenso respeito pelos mais idosos, e também pelas mulheres. Este lugar longe da fama, mas imensamente excêntrico, conta com vinte anos de independência e muito pouco tempo de globalização, parecendo por vezes que parou no tempo.

Os casamentos ainda são muito levados a sério, tradição ainda bastante em voga neste país, e tal é bastante visível quando dois turistas (casal) vão para um hotel, os quais são interrogados se são casados para ficar no mesmo quarto, caso contrário, os proprietários aconselham em ficarem alojados em quartos separados.

Os uzbeques adoram pôr dentes de ouro, uma forma antiquada de valorizarem os seus investimentos e riqueza. O dinheiro aqui, quase não vale nada – tendo em conta que um euro vale cerca de 2 000 soms, cada dez euros, constituí um monte de notas enorme. A população uzbeque conta com cerca de 30 milhões de habitantes, sendo que a maioridade encontra-se concentrada em Tashkent (capital do Uzbequistão).

A madraça Kukeldash
A madraça Kukeldash em Tashkent

Tashkent é um bom ponto de partida para conhecer este país, uma vez que conta com imensos monumentos magníficos para conhecer, indo de seguida (obrigatoriamente) para Samarkand ou a “cidade turquesa”, e ainda ao Vale do Rio Oxus, onde se localiza uma das principais atracções turísticas, a Cidade de Khiva, o perfeito cenário para o conto “mil e uma noites”.